Lusofolia: A Beleza Insensata

9 Novembro 2019 – 11 Outubro 2020

Curadoria: António Saint Silvestre

Centro de Arte Oliva

 

 

Lusofolia: A Beleza Insensata apresenta uma panorâmica da arte bruta/outsider lusófona com obras de mais de vinte autores de Portugal, Brasil, Angola e Moçambique. Obras dos portugueses Ana Carrondo, Artur Moreira, Carlos Victor Martins, Daniel Gonçalves, Guilhermina, Jaime Fernandes, João Fróis, José Ribeiro, Manuel Bonifácio, Manuel Carrondo, Mário Chichorro, Mónica Machado, Rui Lourenço, Serafim Barbosa; dos brasileiros Albino Braz, Raimundo Camilo, Evaristo Rodrigues, Jesuys Crystiano, José Teófilo Resende e Marilena Pelosi; e trabalhos de anónimos angolanos são apresentados em coletivo, oferecendo-nos uma visão de conjunto inédita da arte outsider oriunda destas geografias.

Na exposição é exibido o filme Eternity has no door of Escape | Encounters with Outsider Art realizado em 2018 por Arthur Borgnis.

António Saint Silvestre é colecionador e artista. Durante cerca de vinte anos dirigiu em Paris com Richard Treger uma galeria dedicada à Arte Bruta, Outsider e Singular, onde organizou todas as exposições. Paralelamente à atividade artística e da galeria, ambos foram construindo a Coleção Treger/Saint Silvestre, hoje um dos principais acervos de arte bruta e outsider da Europa.

Uma versão mais reduzida da exposição Lusofolia foi apresentada entre março e maio de 2019 na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva (Lisboa).

 

 

Artistas:

Albino Braz (Brasil, 1893-1950); Ana Carrondo (Portugal, 1967); Anónimo Angolano; Artur Moreira (Portugal, 1967); C.V.M. [Carlos Victor Martins] (Portugal, 1972); Daniel Gonçalves (Portugal, 1977), Evaristo Rodrigues (Brasil, datas desconhecidas); Jaime Fernandes (Portugal, 1900-1969); Jesuys Crystyano (Brasil, 1950-2015); João Fróis (Moçambique, 1949); José Ribeiro (Portugal, 1967); José Teófilo Resende (Brasil, 1919-?); Manuel Bonifácio (Portugal, 1947); Manuel Carrondo (Portugal, 1969); Marilena Pelosi (Brasil, 1957); Mário Chichorro (Portugal, 1932); Mónica Machado (Portugal, 1966); Raimundo Camilo (Brasil, 1935-2015); ZMB (Rui Lourenço) (Portugal, 1973); Serafim (Portugal, 1983); “Ti Guilhermina”(Guilhermina Júlia) (Portugal, 1909-2004).

 

Vista de exposição © Dinis Santos

 

⁣⁣⁣